Lei da SAF: como funciona e o que garante


CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE



Lei SAF, e um assunto que hoje vem sendo debatido mais intensamente.

Ainda mais após a compra de 90% das ações do Cruzeiro pelo ex-jogador Ronaldo em uma transação de R$400 milhões.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE


Quem é Carol Paiffer? 

Então como funciona a lei? O que pode implicar?

A maioria dos clubes brasileiros hoje são associações sem fins lucrativos, e a lei não obriga as equipes a virarem empresa.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE



Adotando a SAF, o clube passa os ativos para a empresa, que substitui o time em campeonatos e assume os contratos de jogadores, além das dívidas. Há uma separação do futebol em relação ao clube social.

Clubes hoje da série A, que adotam esse modelo são: Cuiabá e Red Bull Bragantino como clubes-empresas.

Por isso, existem diferentes formatos, e vários tópicos precisam ser debatidos.

Como por exemplo a porcentagem a ser negociada na transação, como no Cruzeiro, que adotou 90% das ações poderiam ser comercializadas.

O modelo de clube- empresa hoje é adotado pela maioria dos clubes das cinco principais ligas de futebol da europa.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE


Um estudo realizado pela consultoria Ernst & Young divulgado em janeiro. O documento mostrou que 96% das 202 equipes da primeira e segunda divisões das ligas da Alemanha, Espanha, França, Inglaterra e Itália são entidades privadas.

Todavia ainda se sabe muito pouco no Brasil como isso pode alterar a identidade do clube o que preocupa o torcedor.

Lei SAF preserva os símbolos e tradições do clubes?

Segundo o VP jurídico Zeca Bulhões, durante partição no canal “ A Voz do Vascaíno” e publicado pelo super Vasco.

A lei SAF já prevê uma segurança institucional neste sentido.

Escudo e camisa do Vasco podem mudar?

Textualmente na lei, você prevê três matérias que dependem da concordância do Clube, desde que ele tenha pelo menos uma ação ordinária classe A, que são: alteração do nome, modificação do símbolo, marca, hinos, cores e mudança de sede para outro município.

Ensuma a lei ainda gera muitas dúvidas, por isso ainda há muitas dúvidas e desconfiança do torcedor.

Todavia, alguns clubes estão um pouco mais adiantados nesse sentido e já encaminhando o projeto.

Caso de Botafogo, América-MG e Athletico-PR.

Ainda assim, mais informações abaixo.

SAF

  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *