Vasco pode receber dinheiro da Caixa em 2021

Cano

A Caixa Econômica Federal, patrocinadora do Vasco da Gama entre 2013 a 2017, ainda tem valores a serem pagos para o Gigante da Colina. Pois, mesmo após o acordo entre as entidades ser encerrado, parte do valor que deveria ser pago ainda não foi.

VASCO DESISTIU DE RECEBER DINHEIRO DA GLOBO NA SÉRIE B; ENTENDA

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO


A culpa, entretanto, não é da Empresa Pública, mas sim do Cruzmaltino que não dispõe da documentação necessária para fazer jus ao pagamento. Parece inacreditável que um clube que precise de dinheiro não consiga ter os documentos para recebê-lo, todavia isso é o Vasco de hoje em dia.

VEJA COMO AS DÍVIDAS DO VASCO AUMENTARAM NOS ÚLTIMOS ANOS

Os documentos de que necessita o clube de São Januário são as famosas Certidões Negativas de Débitos (CND). Por isso, sem elas desde 2017, quando o patrocínio acabou, o Vasco está sem poder contar com R$ 6 milhões em seu caixa. Há a expectativa de que em 2021 isso se resolva.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO


VASPIX – VEJA COMO VOCÊ PODE FAZER A DIFERENÇA PARA O VASCO

Caixa Econômica Federal

A Caixa Econômica Federal patrocinou diversos clubes do futebol brasileiro a partir de 2013, entretanto a maior parte dos acordos chegou ao fim após os Jogos Olímpicos Rio 2016.

VASCO FICA NO PREJUÍZO APÓS ACORDO COM A RECORD

Desde então, o Gigante da Colina ficou sem patrocinador máster e sobrevive com acordos pontuais ou para partes laterais dos uniformes. O clube não nega e busca um parceiro principal, todavia tem encontrado dificuldades.

LATERAL RECEBE PROPOSTA E PODE DEIXAR O VASCO

Por fim, com a melhora dos resultados dentro de campo, a tendência é de que uma nova empresa se interesse em expor sua marca na frente do uniforme vascaíno.

ERNANDO E LEANDRO CASTÁN FORMAM A DUPLA DE ZAGA IDEAL DO VASCO E NÓS PODEMOS PROVAR