Castan força saída do Vasco com novas declarações polêmicas

Leandro Castan Vasco sem clima

Leandro Castan é o capitão do Vasco da Gama, mas a braçadeira que leva está longe de garantir uma relação de empatia com a torcida. Vaiado pelas atuações ruins dentro de campo, o zagueiro também é criticado pelo que fala fora das quatro linhas.

Carol Paiffer e Vasco e revela ‘proposta’; veja o vídeo completo

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO


Este ano, por exemplo, polemizou com declarações sobre a comunidade LGBTQI+. Agora, chamou a atenção por revelar que mantém contato com o ex-goleiro Bruno. Campeão Brasileiro pelo Flamengo em 2009, ele foi condenado e preso por assassinato.

Mais do que ser solidário com uma pessoa privada pela Justiça Brasileira de sua liberdade, o defensor vascaíno incomoda parte da torcida do Vasco que não tolera o ex-arqueiro pelo crime de feminicídio que praticou. Muitos destes torcedores são os mesmos que já assinalaram teremos problemas com a falta de compreensão do jogador à causa LGBTQI+.

O futuro de Castan no Vasco

A situação de Leandro Castan no Vasco da Gama é incerta. A diretoria aguarda a definição da estrutura de futebol para que os novos contratados tomem decisões em relação ao elenco. Pelo que fez no Gigante da Colina, é a hora de o zagueiro deixar São Januário.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO


Todavia, o mercado da bola não funciona de forma tão fácil como muitos imaginam. A saída do defensor precisa estar condiciona à chegada de um nome experiente para o setor e que assuma a titularidade. Caso contrário, a zaga vascaína ficará nos pés de jovens como Miranda e Ricardo Graça e ambos já demonstraram não serem capazes de dar conta do recado.

  

Deixe um comentário