Cabo consegue melhorar ataque do Vasco e piorar defesa

Cabo mudou o time do Vasco

Marcelo Cabo chegou ao Vasco da Gama há pouco tempo, mas já vem conseguindo implementar mudanças na equipe. Os resultados, no entanto, ainda estão longe do esperado.

3 FATOS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O NOVO UNIFORME DO VASCO

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO


Até o momento, o Gigante da Colina entrou em campo 7 vezes e conquistou 1 vitória, 4 empates e 2 derrotas. Os números permitiram avançar de fase na Copa do Brasil, porém deixam em situação complicada no Campeonato Carioca.

FRAUDE: O DIA EM QUE A IMPRENSA E O FLAMENGO PREJUDICARAM O VASCO

A instabilidade também se manifesta nos quesitos gols marcados e gols sofridos, pois se por um lado o time balançou as redes 9 vezes, por outro foi vazado na mesma quantidade.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO


Cabo: Defesa frágil e ataque forte

9 gols em 7 jogos pode ser algo positivo, quando é o seu ataque quem faz, porém é negativo quando é a sua defesa quem sofre. Este é o dilema do Vasco da Gama.

VASCO BUSCA PLANO B PARA GERMÁN CANO

Marcelo Cabo, ao utilizar diversos jogadores no setor ofensivo, conseguiu tirar a dependência do time de German Cano para fazer gols. O argentino, utilizado em apenas dois jogos, não balançou as redes, mas deu uma assistência.

REVISTA INTERNACIONAL ELEGE ESCUDO DO VASCO UM DOS MAIS LINDOS DO MUNDO

Na defesa, por outro lado, a alternância de jogadores, apesar da manutenção de Lucão como goleiro, não tem trazido bons resultados. O time não passou um jogo sequer da atual temporada sem ser vazado, o que expõe a fragilidade defensiva.

Como o Vasco pode chegar ao equilíbrio?

O equilíbrio, no primeiro momento, significa vencer. Com apenas 1 vitória em 7 jogos, o Vasco tem um início ruim de 2021. Todavia, não é apenas vencendo que a equipe alcançará o nível necessário para os objetivos deste ano.

4 FORMAS DE ESCALAR O ATAQUE DO VASCO

É preciso aproveitar as chances que estão sendo criadas, ainda que os números de finalizações necessários para marcar gols não seja muito diferente dos rivais. No Campeonato Carioca, por exemplo, o time precisa de 12 finalizações para balançar as redes.

LUCÃO É GOLEIRO PARA O VASCO, MAS NÃO PARA SER TITULAR

Por fim, mas não menos importante, faz-se necessário parar de sofrer gols com tanta facilidade. Atualmente, no Cariocão, praticamente metade dos chutes que acertam o gol do Vasco param dentro da rede (1 gol sofrido a cada 2,2 chutes no alvo – 8 gols sofridos em 18 chutes no alvo, no total). Ao mesmo tempo, a cada 7 finalizações, 1 significa um gol marcado contra o time vascaíno.