Futebol

O desabafo do Edmundo sobre a possibilidade da 777 deixar o Vasco

Mudança da SAF é o melhor para o Vasco?

Vasco vem passando por uma situação conturbada dentro e fora de campo. Já que sofreu uma eliminação no Campeonato Carioca e não vê a 777 Partners, proprietária do Cruz-Maltino através da SAF, realizando os investimentos necessários para tirar a equipe dessa situação.


Diante da possibilidade da 777 repassar a SAF do Gigante da Colina para um fundo árabe vem trazendo a esperança de uma modificação no contrato e uma maior relevância do presidente do Clube, o que não ocorre hoje. Durante transmissão ao vivo do Mundo EdEdmundo apontou que essa transição iria beneficiar o Vasco nesse momento.

“Eu acho que é uma ótima oportunidade de você refazer um caminho, refazer um contrato. Porque tem muita coisa errada nesse contrato aí, não sei. (…) A gestão Salgado estava com muita dificuldade de ter novas receitas, de cumprir os acordos que haviam sido firmados. A 777 veio e comprou, talvez eles tenham ficados muito focados no preço final, nessa história do R$ 1,4 bilhão, que ela não é real e aí entregou-se mais o que o devido”apontou.


A 777 prejudicou mais que beneficiou?

Edmundo ainda criticou algumas movimentações realizadas pela empresa, que está preocupada apenas em lucrar. O ex-jogador destacou a venda do direito de transmissão que ocorreu para outra empresa do mesmo grupo da 777, onde não fica claro quanto o time cedeu nessa negociação.

“A 777 vendeu 20% dos direitos televisivos durante 50 anos para uma outra empresa do grupo 777. Então isso já pode ser considerado um lucro gigante, porque ninguém sabe os números e os valores que foram vendidos, e essa empresa vai ter esse direito de comercializar”.

A saída da 777 seria o ideal para o Vasco

Edmundo destacou que, nesse momento, diante do que vem ocorrendo no Vasco, a mudança na SAF seria o ideal para dar a possibilidade de mudar o contrato, dando maior participação ao presidente do Clube, hoje representado pelo ex-jogador Pedrinho.

“Então se existe a possibilidade de um novo sócio, uma nova SAF, existe a possibilidade de renegociar uma série de setores no contrato. E eu acho que o principal deles é a participação efetiva do dono, de quem tem 30% das ações. Hoje, por acaso, ela é representada pelo Pedrinho”.

Fonte: Bolavip