Presidente do Palmeiras Leila Pereira explica relação com o Vasco

A empresária Leila Pereira tornou-se presidente do Palmeiras no último dia 15 de dezembro. Foi eleita pelos associados do clube social localizado na Zona Oeste de São Paulo após confirmar seu segundo mandato para conselheira.

O começo da gestão de Leila foi tumultuado. Após confirmar Olivério Junior como responsável pela comunicação, foi amplamente criticada nas redes sociais por ter escolhido um torcedor rival para comandar departamento importante no Palmeiras. Algumas semanas depois acabou demitindo o profissional.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE



Veja mais matérias do Ao Vasco Tudo

Em entrevista ao Globo, Leila disse que já pensa na reeleição e reafirma que fará um grande trabalho na cadeira principal palestrina.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE



“Eu costumo dizer que a minha trajetória vai ser grande no Palmeiras. Não vou sair de lá não, viu? Tenho mandato de três anos. Vou continuar trabalhando e se eu tiver o privilégio e a honra do associado continuar confiando no meu trabalho, eu gostaria de ser reeleita presidente do Palmeiras”, disse.

“Quero tornar o Palmeiras cada vez maior e mais vitorioso, e eu sei como fazer isso, como investir. Eu não me abalo com críticas. Tem críticas construtivas e aquelas que querem te detonar por eu ser mulher. Sou a única presidente de um grande clube da América do Sul”, avaliou.

Siga nosso Facebook

Família vascaína

Uma das perguntas feitas pelo jornal foi sobre o suposto amor pelo Vasco da Gama. Muitos rivais de Leila apontam que ela seja vascaína e não palmeirense. Ela nega qualquer tipo de apreço maior pelo cruz-maltino.

“Dizem que eu tenho de colaborar com o Vasco porque sou vascaína… Meus irmãos eram vascaínos por causa do meu pai, mas eu não era nada. Não sou vascaína. Nunca fui. Não era nada até que conheci o meu marido. Eu não nasci palmeirense. Me tornei palmeirense. Mas olha: tenho profundo respeito pelo torcedor do Vasco. Tenho por todos os torcedores. Tanto é que muitos, de clubes rivais, em qualquer lugar que eu vá, me abordam e me falam que gostariam de ter uma pessoa como eu no seu clube”, finalizou.

Fonte: Palmeiras Online