Vasco tenta reverter a decisão da CBF para o jogo contra o Bahia



O Vasco está em contato com a CBF desde o início da manhã desta terça-feira para tentar reverter a mudança de data e horário da partida contra o Bahia, pela Série B, determinada pela entidade. A princípio, o jogo seria realizado no próximo domingo, às 16h, mas na segunda, à noite, foi transferido para a próxima segunda-feira, às 19h. 

A mudança ocorreu depois que o BEPE, o batalhão da Polícia Militar do Rio que atua nos estádios, enviou um ofício pra Federação de Futebol do Rio (Ferj) orientando a alteração do jogo porque já também no domingo vai ocorrer a partida Botafogo x Fortaleza. A Ferj encaminhou o ofício pra CBF, que decidiu pela mudança. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE



CBF ignora seu próprio regulamento para prejudicar o Vasco em jogos contra Guarani e Bahia; Entenda

O Vasco foi pego de surpresa com a mudança. Em nota, o clube afirmou que a alteração vai lhe causar “perdas financeiras e esportivas” e prejudicar os torcedores. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE


A maneira com que foi conduzida, à noite, e sem consulta ao Vasco gerou insatisfação no clube. Torcedores comuns e organizadas também protestaram junto ao clube. 

Por enquanto não há uma definição. A Ferj não quis se pronunciar oficialmente, mas o ge apurou que a entidade apoia a demanda vascaína. Procurada, a CBF ainda não se posicionou. 

LEIA A NOTA COMPLETA DO VASCO:

O Vasco da Gama informa que foi surpreendido com a decisão da CBF de, no meio da noite de ontem, alterar o jogo diante do Bahia de domingo à tarde para segunda-feira à noite. O clube acredita que, além das perdas esportivas e financeiras, a mudança prejudica também seu torcedor, que já estava preparado para se deslocar de outros lugares do Estado e do país para São Januário no fim de semana. O Vasco está desde as primeiras horas da manhã de hoje fazendo gestões junto à CBF, FFERJ e Polícia Militar para encontrar uma solução para reverter essa situação que desvaloriza a competição, e que só traz prejuízos aos clubes, ao futebol e também ao Rio de Janeiro.

Fonte: ge