Presidente do Flamengo fala sobre o Vasco querer jogar no Maracanã

‘O Flamengo já demonstrou que tem interesse na área do Gasômetro para fazer um estádio, mas o processo ainda está em uma fase bem preliminar. É uma fase de interesse do clube sim’, revela Landim

Nesta terça-feira (26), o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, falou após a reunião da CBF e confirmou o interesse do clube na área do Gasômetro.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Interessado na construção de um estádio, o presidente revelou que chegou a entrar em contato com o governo e outras áreas relacionadas para o início do planejamento.

“As notícias são reais. O Flamengo já andou conversando com a Prefeitura, Governo Federal, com a Caixa Econômica Federal. O Flamengo já demonstrou que tem interesse na área do Gasômetro para fazer um estádio, mas o processo ainda está em uma fase bem preliminar. É uma fase de interesse do clube sim”.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Interesse do Vasco em utilizar o Macaranã

Após as polêmicas envolvendo os dois clubes que fazem parte da administração do Maracanã, Flamengo e Fluminense, o Vasco está entrando na justiça para solicitar o uso do estádio neste domingo às 16h (horário de Brasília) contra a Chapecoense. Alex Teixeira fará sua estreia e, por isso, o clube alvinegro quer disputar a partida no Macaranã, apesar de não ser a primeira vez que o clube pede para utilizar o estádio.

Ao ser perguntado sobre o assunto, Landim explicou o motivo de não concordar com a utilização por causa do calendário apertado.

“Isso não é comigo, é com o Consórcio Maracanã. O Consórcio Maracanã nos ouve a respeito desse assunto. Nós já conversamos ontem (segunda, 25) sobre, eu e o Mário (Bittencourt, presidente do Fluminense), junto com o Consócio Maracanã. Nós temos uma posição técnica muito clara: nós recebemos relatórios técnicos que comprovam que quando você tem dois jogos seguidos, um dia após o outro, isso estraga profundamente o gramado. Foi por causa disso, de ter tido dois jogos seguidos, que recomendaram que tirássemos nossos jogos (do Maracanã). E naquela época, nós não conseguimos tirar os jogos imediatamente, já tínhamos vendido ingressos, mas assim que nós pudemos, paramos com os jogos no Maracanã por 10 dias, para poder recuperar o gramado”

“Nós temos um princípio técnico, inclusive por orientação dos agrônomos que cuidam do Maracanã, que é altamente danoso para o gramado ter dois jogos seguidos. E essa foi a razão pela qual eles (Consórcio Maracanã) disseram ontem para nós que iriam na resposta ao Vasco negar esse pleito, porém abrindo a possibilidade para o Vasco jogar outros jogos. Se não me engano, o Vasco tem jogo 31 de agosto, contra o Guarani, nós não teríamos jogos no meio de semana no Maracanã, e nós já abrimos para o Vasco. Eventualmente vamos ter que avaliar a evolução de Flamengo e Fluminense em Copa do Brasil, Brasileiro”.

“Se Flamengo e Fluminense deixarem de jogar no Maracanã, certamente aquele meio de semana vai estar aberto para o Vasco jogar. Nosso objetivo não é impedir o Vasco de jogar, mas como concessionários, nós gostaríamos de ter prioridade de jogar no campo em que somos concessionários”, completou.

Apesar da discussão, ele não comentou sobre a equipe carioca acionar a justiça para jogar no Macaranã.

“Isso não é comigo, não sou responsável. O Vasco vai fazer o que ele quiser”.

Fonte: ESPN



  


PESQUISA NA WEB GOOGLE