Futebol

Pressão sobre Salgado aumentou após denúncias de Pássaro

A pressão sob o presidente Jorge Salgado aumentou após denúncias de Alexandre Pássaro, ex-diretor de futebol do Vasco da Gama. Segundo ele, houve pagamentos irregulares realizados durante a gestão do atual mandatário.

SALGADO TENTA ACABAR COM CRISE ENTRE VASCO E 777


Consideradas algo a ser investigado, as palavras dos antigo dirigente movimentaram os bastidores políticos do Gigante da Colina. Conselheiros articulam um movimento que coloque sob investigação as contas aprovadas em 2019.

Em meio a isso, aliás, o Cruzmaltino tenta se manter focado para que os problemas fora das quatro linhas não interfira com o que acontece no gramado. Nesta quarta-feira (21), por exemplo, a equipe enfrenta o Cruzeiro, no Mineirão, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro Série B.


Salgado está pressionado

Inicialmente, o pedido para a revisão das contas de 2019 contatavam com apenas 13 assinaturas do Conselho Deliberativo, todavia agora já tem o apoio de 62 conselheiros.

Nesta terça-feira (20), entretanto, uma reunião foi desconvocada para tratar do assunto. A decisão ajuda a amenizar a pressão sobre Jorge Salgado, ao mesmo tempo que permite que a prioridade seja o Vasco da Gama dentro de campo.

Entretanto, mesmo após o adiamento do debate, é importante que ele aconteça, já que o Cruzmaltino precisa de transparência em relação ao dinheiro que é movimentado no clube.